Cerca de 40% do público-alvo é vacinado contra gripe em Muriaé


Campanha prossegue na cidade até 31 de maio; doses estão sendo aplicadas em todos os postos de saúde

Trinta e nove por cento do grupo prioritário foi vacinado contra a gripe em Muriaé. Os dados são do início da campanha, em 10 de abril, até o Dia D, que aconteceu no último sábado (4). A meta é imunizar 90% do público-alvo contra a doença.

A campanha prossegue até 31 de maio. As doses estão sendo aplicadas em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) da cidade e distritos de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h30min.

O Setor de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde faz um alerta para os pais com crianças de 6 meses a 6 anos incompletos e professores procurarem uma unidade de saúde, devido à cobertura vacinal destes públicos estar baixa na cidade.

Além de crianças de 6 meses a 6 anos incompletos e professores, devem tomar a vacina grávidas, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas com 60 anos ou mais, pessoas com doenças crônicas e outras categorias de risco clínico, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional, jovens que cumprem medidas socioeducativas, professores e trabalhadores da saúde.

Policiais militares, bombeiros militares, membros ativos das Forças Armadas, policiais civis e médicos veterinários também passaram a fazer parte do grupo prioritário.

Serviço
Vacinação contra a gripe:
Prazo: até 31 de maio
Local: Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) da cidade e distritos
Dias: segunda a sexta-feira
Horário: das 8h às 16h30min
Público-alvo:
– Idosos;
– Crianças com mais de 6 meses e menores que 6 anos;
– Pessoas que apresentam doenças crônicas e outras categorias de risco clínico;
– Grávidas;
– Puérperas (até 45 dias após o parto);
– População privada de liberdade;
– Funcionários do sistema prisional;
– Jovens que cumprem medidas socioeducativas;
– Professores;
– Trabalhadores da saúde;
– Policiais militares;
– Bombeiros militares;
– Membros ativos das Forças Armadas;
– Policiais civis;
– Médicos veterinários.
É necessário apresentar cartão de vacina e receita médica (para pessoas com doenças crônicas)
Para militares e policiais civis é necessário apresentar documento que comprove a condição de policial civil ou militar na ativa