Na Semana da Luta Antimanicomial, paciente do CAPS escreve poema para celebrar data


Na Semana da Luta Antimanicomial, paciente do CAPS escreve poema para celebrar data

 
 
00:00 /
 
1X
 

Movimento busca esclarecer e garantir direitos dos cidadãos a viver em sociedade e receber cuidado e tratamento

Na semana em que se comemora a luta antimanicomial, ou seja, pessoas com doenças mentais poderem receber tratamento adequado fora dos manicômios, a paciente do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) de Muriaé Ana Cláudia de Souza declama um poema de autoria própria que expressa e reforça o objetivo do movimento.

No texto, a paciente (e artista) dá dicas do que fazer durante o isolamento social, transmitindo uma mensagem otimista para vencer a covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. (Confira o poema ao final do texto)

A iniciativa é uma forma de celebrar a data, comemorada em 18 de maio. Diferente das edições anteriores, a programação deste ano acontece somente de forma online, para atender as determinações de distanciamento social, a fim de evitar a propagação da covid-19.

“O movimento antimanicomial combate a ideia de que se deve isolar a pessoa com sofrimento mental em nome de pretensos tratamentos, ideia baseada apenas nos preconceitos que cercam a doença mental. Esse movimento faz lembrar que, como todo cidadão, estas pessoas têm o direito fundamental à liberdade, o direito a viver em sociedade, além do direto a receber cuidado e tratamento, sem que para isto tenham que abrir mão de seu lugar de cidadãos”, explica a referência em Saúde Mental da Secretaria Municipal de Saúde, psicóloga Cintia Muglia.

Para evitar aglomerações e preservar a saúde de seus usuários, o CAPS está fazendo atendimentos individuais e visitas em domicílio, além do contato constante com os pacientes e seus familiares. Em casos necessários, é feita a internação no leito do CAPS AD III para desintoxicação e no leito de saúde mental para estabilização de quadros psíquicos.

Assita ao vídeo:

Confira o poema na íntegra:

Vocês

Estamos em casa de quarententa
Tá difícil, triste, mas persista
Vamos nos cuidar e vencer esse problema
Fiquem firmes
Vamos, resista
Vamos ler, escrever em nosso lar
Ver um bom filme, unir e orar
É momento de amor e união
Em cada lar, em cada coração
Um vírus não pode vencer milhões de bravos guerreiros
Se você se proteger será breve e passageiro
Evite sair sem precisão
Cuide-se com amor, sua casa é sua proteção
O leito do hospital sim, esse é uma prisão
Sei que é difícil entender, tanta confusão nos deixa loucos
Mas com fé vamos vencer
Tudo findará logo a pouco
Aproveite pequenos momentos, famílias em união
Com serenidade e bons pensamentos, salvaremos essa nação
Ah, jamais se esqueça, sem lutas sem vitória
Logo desapareça, o tal covid será só uma história
A vocês, cada irmão,
Um abraço com amor
Vamos acabar com o covid
Forte é a nossa nação.

Ana Cláudia de Souza