Novo Conselho de Meio Ambiente é empossado pela Prefeitura


O novo Conselho de Defesa do Meio Ambiente (CODEMA) tomou posse, na última semana (27), no Centro Administrativo Tancredo Neves. Formado por 44 membros da Administração e por representantes de entidades, o Conselho, criado pela Prefeitura de Muriaé, tem como função defender a preservação do meio ambiente na cidade e nos distritos, e auxiliar nas decisões como podas de árvores e outros assuntos relacionados. 
O Conselho, empossado para os próximos dois anos, é formado por representantes da Prefeitura, Fundarte, Câmara Municipal, Emater, Instituto Federal Sudeste de Minas Gerais, OAB, UNIFAMINAS, CDL, Conselho da Área de Proteção Ambiental do Itajurú, CREA, Sindicato das Indústrias de Vestuário e os Amigos do Meio Ambiente – AMA. Cada instituição tem um membro efetivo e um suplente.
O CODEMA funciona como um órgão deliberativo, ou seja, autoriza ou não as ações da Prefeitura. Para isso, são realizados dois tipos de reuniões. Uma formada por engenheiros das áreas, agrícola, ambiental e florestal, que definem tecnicamente a viabilidade das ações, e outra com o Conselho, que faz a avaliação final das medidas. 
CORTES DE ÁRVORE PRECISAM SER AUTORIZADOS PELO CONSELHO
Para o prefeito Grego, o Conselho é muito importante para fazer as avaliações das necessidades ambientais na cidade. “Uma das tarefas do Conselho é verificar se a espécie de árvore é rara ou está em extinção. Depois disto, chega-se à conclusão se poderá fazer o corte ou não. Outra tarefa do Conselho é solicitar que plante duas novas mudas nas proximidades daquela que foi arrancada”, explicou o prefeito. “Defender o meio ambiente é construir uma Muriaé mais sustentável e com mais qualidade de vida”, finalizou.